sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Zona de Desenvolvimento Proximal - ZDP




No decorrer dos tempos, muitos pesquisadores vêm tentando comprovar melhores formas de explicação para o desenvolvimento cognitivo das pessoas. Grande parte desses estudos é voltada para o acompanhamento das crianças, pois sabe-se que elas desenvolvem sua aprendizagem muito intensamente, e esta fase deve ser bastante explorada pelos educadores que as acompanham.

Um dos mais importantes conceitos sobre o desenvolvimento cognitivo do sujeito epistêmico lançado pelo psicólogo soviético Lev Semenovitch Vygotsky - Orsha, 05 de Novembro de 1896, — Moscou, 11 de Junho de 1934, revolucionou a forma de lidar com a aprendizagem das crianças, sobretudo, nos meios educacionais europeus e norte-americanos, no decorrer da década de sessenta do século passado. A teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal marcou as novas propostas da relação ensino-aprendizagem nas escolas do mundo inteiro.

Abaixo, o conceito definido por Ramiro Marques:
“A ZDP consiste na distância que madeia entre o nível actual de desenvolvimento da criança, determinado pela sua capacidade actual de resolver problemas individualmente e o nível de desenvolvimento potencial, determinado através da resolução de problemas sob a orientação de adultos ou em colaboração com os pares mais capazes.”
(...)

Como se percebe, a ZDP definida na citação acima destacada caracteriza uma maior “liberdade” na construção do conhecimento por parte dos sujeitos epistêmicos, deixando a criança mais à vontade para desenvolver sua aprendizagem, desde que esta esteja sempre acompanhada por um mediador – professor ou par mais adiantado em relação à mesma.

Apesar de ir de encontro a uma outra teoria muito forte na psicologia cognitiva lançada por Piaget, quando ele diz que a aprendizagem é limitada a estágios de desenvolvimento do sujeito, a Zona de Desenvolvimento Proximal tem bastante credibilidade entre educadores do mundo inteiro, pois a teoria comprova que a aprendizagem pode progredir mais rápido do que o desenvolvimento e, consequentemente, também torna-se desenvolvimento.

É certo de que a presença de um par – na figura do professor ou de outra pessoa – é um dos principais fatores que validam a teoria da ZDP, visto que a troca de experiências relacionada à curiosidade de aprender faz com que a aprendizagem seja muito mais significativa para qualquer criança, desde que seja, acima de tudo, prazerosa.

Augusto França
– Graduando em Pedagogia pela Faculdade Escritor Osman da Costa Lins - FACOL
Retirado do Site: 
http://cerebropedagogico.blogspot.com.br/2010/09/zona-de-desenvolvimento-proximal-zdp.html

2 comentários:

  1. Texto muito interessante para entender o que é ZDP.

    ResponderExcluir
  2. Acho que tanto Piaget e Vygostky possuem teorias fortes ligadas ao desenvolvimento cognitivo. O papel dos pais é fundamental para o aprendizado das crianças independente do estágio cognitivo que elas estejam. Dependendo da criança ela pode vir a se desenvolver cognitivamente mais rápido que uma criança da mesma idade.

    ResponderExcluir